terça-feira, 30 de setembro de 2008

 

DESPACHO DA JUÍZA.

ZZZZZZZZZZZZZZZZZ
ZZZZZZ
Esse, abaixo, é o despacho da Juíza que a Shell descumpriu ao parar de pagar meu ressarcimento, em julho de 2008
(ressarcimento e não mesada, como o Correio Popular divulgou na semana passada)
A Shell agiu assim, creio, em represália por eu ter entrado com a ação contra ela.
Tirei o valor do ressarcimento, pois acho que é uma coisa pessoal demais, ninguém sai por aí mostrando o valor do pagamento, muito menos eu.
DESPACHO
(desp. de fls. 861/862)
Vistos. Trata-se de ação indenizatória com pedido de antecipação de tutela proposta por CIOMARA DE JESUS RODRIGUES, KLAUSS DALLEDONE FRANZ, KARL DALLEDONNE FRANZ e HERMÍNIA DALLEDONNE RODRIGUES, contra SHELL BRASIL LTDA, BASF S/A, MUNICÍPIO DE PAULÍNIA e CETESB – COMPANHIA DE TECONOLOGIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL, tendo por fundamento a contaminação do bairro Recanto dos Pássaros, onde moraram por muitos anos, o que lhes teria causado danos à saúde e prejuízos de ordem moral e material.
A tutela antecipada deve ser deferida em parte. Com relação ao pedido de pagamento de R$ 500 mil para a aquisição de imóvel em substituição àquele de que foram privados, nesta fase processual não merece ser acolhido. Primeiro porque não há elementos suficientes para antecipar a tutela e segundo porque a questão da avaliação imobiliária já está sendo amplamente discutida em processo autônomo, não cabendo adiantar o provimento nesta demanda.
Quanto aos lucros cessantes, apesar da documentação e dos demonstrativos de cálculo trazidos aos autos pelos autores, não é possível nessa fase processual, determinar qual valor seria devido.
Além disso, não há risco de dano irreparável ou de difícil reparação, uma vez que, segundo o relato dos autores, eles vêm recebendo o valor de xxxxxxxxxxxx, e não possuem despesas com moradia. Tal valor afigura-se, por ora, suficiente para garantir a dignidade dos autores, enquanto não se define judicialmente a existência da obrigação de indenizar os lucros cessantes e o valor devido.
Por outro lado, com relação ao pedido de que a ré forneça plano de saúde e demais tratamentos necessários, merece ser acolhido antecipadamente, em parte. Com efeito, é devido pela ré Shell o tratamento de saúde aos autores, enquanto perdurar a lide, quanto às doenças relacionadas à exposição deles agentes químicos fabricados pela ré.
Tal prestação, contudo, não se exige que seja adimplida mediante plano de saúde a ser custeado pela ré. Basta que ela atenda a todas as necessidades médicas, de exames e medicamentos, dos autores, no que se refere a doenças que possam ter sido causadas por sua atuação.
A verossimilhança das alegações dos autores encontra-se comprovada pelos laudos juntados aos autos que indicam a contaminação de percentuais relevantes da população que habitava o bairro Recanto dos Pássaros, bem como as doenças que poderiam ser geradas pela exposição aos materiais produzidos pela ré.
O perigo de dano irreparável ou de difícil reparação consiste no prejuízo que pode ser causado à saúde dos autores, caso não venham a receber o tratamento adequado para evitar o desenvolvimento ou agravação das doenças que podem acometer os autores.
Ante o exposto, defiro parcialmente a antecipação de tutela para determinar que a ré providencie aos autores adequado tratamento de saúde, com relação às doenças que possam ter sido geradas pela exposição a agentes químicos produzidos pela ré, durante o curso da lide.
Defiro a gratuidade.
Citem-se.
Intimem-se.
Paulínia, 7 de agosto de 2007
Maria Raquel Campos Pinto Tilkian
Juíza de Direito

 

AINDA VOU CONSEGUIR!!!

Três historinhas verdadeiras:-
1ª- O filho de 5 anos de uma amiga minha, advogada, quando viu os patinhos entrando embaixo da pata:- Olha mamãe, os patinhos foram mamar!!!
2ª - Meu primo, com 12 anos, ajudando meu pai fazer o poço:- Eu quero ajudar bastante quando for pegar água do rio para encher o poço!
3ª- Um vizinho meu, da chácara ao lado, no tempo da seca, me falando:- Pô, meu poço é muito grande!!! estou desde ontem com o motor ligado puxando água do poço do Carlinhos para encher o meu e não enche!!!!*
*o nível de água de um poço depende da força da mina d'água dele! Os dois não sabiam!!!!
...eu expliquei.
XXXXXX
XXXXX
XXXX
X
SABE O QUE EU QUERIA??
Queria:
- Mostrar pro meu netinho um pintinho saindo do ovo!
-Mostrar de onde vem o ovo!!
-Mostrar cada árvore e a fruta que dá!
- Afofar e adubar a terra e, junto com ele, enfiar uma sementinha no chão e mostrar a semente virar uma plantinha, para depois, juntos, comermos seu fruto ou suas folhas!
-Mostrar como nasce uma cenoura, um rabanete ou mesmo uma folha de alface!
-Eu queria viver com ele a felicidade de mostrar que se cavando um buraco bem fundo a gente encontra, lá no fundo, ÁGUA limpinha e cristalina
(como era a minha água antes da shell ir para lá) .
- Queria, junto com ele, subir nas árvores para comer a fruta no pé!
-Queria ensiná-lo montar e cuidar de um cavalo, de uma vaca, de um bezerro!!!
-Queria que ele visse daonde sái o leite, como se tira e poder vê-lo experimentar o leite quentinho saindo da teta da vaca!
-Queria sentar na beira do rio, ensiná-lo pescar e depois comer o peixe!!
-Queria mostrar que:- essa plantinha é remédio, aquela é de comer e aquela é veneno, faz dodói!
-Queria ensiná-lo viver, conviver, desfrutar/usufruir da sabedoria de saber e como fazer para ter tudo do chão, do solo
(mesmo que nunca ele vá usar isso, mas saber não ocupa lugar) !
-Queria levantar cedinho e mostrar a neblina, o orvalho, o capim branquinho, coberto de gelo de uma geada!!
-Queria que ele ouvisse o "chuáááá" de uma vaca fazendo xixi, o plaft, plaft, plaft do coco dela caindo no chão!
...e depois mostrar que o coco seco dela vira esterco, que a gente põe na terra pra fazer a plantinha, o pé de fruta crescer forte e bonito pra gente comer!... pra fazer o capim crescer, pra vaca comer e virar coco de novo e ir para terra e virar plantinha e começar tudo de novo!!!
é simples, não é?
... e eu queria tanto!!
-Queria desfrutar com ele a frescura da sombra de uma árvore em pleno sol do meio dia!
...pisar no barro...
...tomar banho de chuva...
ah! como eu queria!!
... e, sinceramente, acho que é a esperança de poder fazer isso tudo de novo (isso eu fiz com meus filhos), que ainda me mantém viva.
... viver pra que? num mundo onde os valores e a dignidade já se perderam?
... onde ser honesto é predicado e não obrigação!?
...onde quem acredita e respeita é chamado de trouxa??!!
...onde ser rico é ter dinheiro!
onde...
...tantos "ondes" absurdos, que não dá nem pra falar...
video

segunda-feira, 29 de setembro de 2008

 

E VIVA A IMPUNIDADE!!!!!!


"Se você acha que a educação é cara, experimente a ignorância"
-- Derek Bok

Shell readquire área contaminada em Paulínia
Prefeitura vai acionar empresas para obter posições oficiais sobre o negócio e saber os planos
Numa transação “secreta”, formalizada em abril, a Shell Brasil Ltda. readquiriu da Basf S.A. a área contaminada por substâncias químicas altamente tóxicas entre as décadas de 70 e 90, no bairro Recanto dos Pássaros, em Paulínia.O terreno, de 105,9 mil metros quadrados e localizado às margens do Rio Atibaia, foi comercializado por R$ 1.776.200,00, 37% do valor total da última negociação envolvendo o imóvel, entre a Cyanamid Agricultura do Brasil Ltda. e a Basf, em setembro de 2003, de R$ 4.604,042,25.
Esse desdobramento era desconhecido da maioria dos envolvidos no caso Shell, como a Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb), Ministério Público Estadual (MP), Prefeitura de Paulínia, ex-trabalhadores e ex-moradores do Recanto dos Pássaros.
O caso é reconhecido internacionalmente como uma das maiores contaminações químicas no Brasil.
Tanto a Shell quanto a Basf confirmaram o negócio.
No entanto, não afirmaram qual a destinação futura para a área. A Shell informou que, com o encerramento das operações da Basf no local, em dezembro de 2002, verificou-se a possibilidade de readquirir a área. A intenção seria afastar eventuais dificuldades ao processo de recuperação ambiental que poderiam decorrer da venda do imóvel a uma terceira empresa.
A Basf, por sua vez, informou apenas não ter mais relação com o imóvel e pediu que outros detalhes fossem esclarecidos “"diretamente com a nova proprietária, a Shell”.
***Porém, em documentos protocolados na Justiça, a Shell afirma que “toda a área do bairro Recanto dos Pássaros será transformada em um parque florestal, em benefício da comunidade de Paulínia e das comunidades próximas ao Rio Atibaia”. A formação do parque seria formalizada com a doação da área ao município.

***(ESSA AFIRMAÇÃO/DOCUMENTO PROTOCOLADO NA JUSTIÇA, ESTÁ NO "MANDADO DE CITAÇÃO DE OBRIGAÇÃO DE FAZER" QUE A SHELL MOVE CONTRA MIM, QUERENDO ME OBRIGAR VENDER MINHA PROPRIEDADE PARA ELA, SHELL, PELO VALOR QUE ELA ESTIPULOU E QUE, INCLUSIVE, DEPOSITOU EM CARTÓRIO/JUÍZO.)
Questionada, a Shell declarou que a prioridade da empresa é dar seguimento às atividades de recuperação ambiental, não tendo, portanto, ainda avaliado a destinação futura do terreno. Em nota, a empresa informou não existir nenhuma negociação em andamento com a Prefeitura em relação à área.
Nos documentos, a Shell informa que há tratativas entre ela, o governo estadual e a Secretaria de Defesa e Desenvolvimento do Meio Ambiente de Paulínia para reflorestamento e restauração da mata ciliar do Rio Atibaia.

Segundo um projeto, toda área do Recanto dos Pássaros será transformada em um parque florestal. O local foi interditado pela Prefeitura de Paulínia em 2003 e só pode ser acessado com autorização e roupas especiais.
O secretário de Defesa e Desenvolvimento do Meio Ambiente de Paulínia, Vicente de Paulo Bonaldi de Souza, negou a possibilidade de o município aceitar a doação da área para formação de um parque público. Demonstrando surpresa com a transação, ele disse que vai acionar as empresas para obter posições oficiais sobre o negócio e saber os planos.

Souza declarou ainda que vai acionar a promotoria de Meio Ambiente da cidade por entender que a Basf é “responsável solidária” no caso de contaminação.
Histórico
A contaminação da área tornou-se pública em 1995 após uma autodenúncia da Shell ao MP.
Durante as décadas de produção de fertilizantes, a empresa enterrou, sem qualquer proteção, resíduos contaminantes e tambores, além de lançar à atmosfera produtos químicos que atingiram os moradores do Recanto dos Pássaros, que foram obrigados a deixar o local. Esses produtos vazaram e contaminaram solo, subsolo e lençol freático.
A autodenúncia foi necessária para formalizar a venda da fábrica à Cyanamid Química do Brasil Ltda., que posteriormente tornou-se Cyanamid Agricultura do Brasil Ltda., até ser adquirida pela Basf S.A. em julho de 2000.
Em 2002, a Basf decidiu encerrar as atividades no local. De lá para cá, a área foi interditada por riscos à saúde.
No começo de 2008, a empresa encerrou a demolição da fábrica e vendeu a área para a Shell. Cetesb cobra remediação total até 2010
O gerente da Cetesb de Paulínia, Lúcio Flávio Furtado Lima, disse que tem uma reunião programada com a direção da Shell para as próximas semanas para cobrar as ações de biorremediação e remoção de solo com contaminantes.
O prazo para conclusão da limpeza se esgota em dezembro de 2010, conforme uma determinação da Cetesb publicada no Diário Oficial do Estado (DOE) em junho de 2007.
De acordo com Lima, apenas o tratamento das águas subterrâneas está sendo feito e acompanhado.
A remediação ocorre por funcionamento de barreiras hidráulicas, que retiram a água contaminada e, posteriormente tratada, é lançada no Rio Atibaia.
Além disso, a Shell iniciou, segundo o gerente, a implantação do projeto de recomposição florestal às margens do Rio Atibaia, o que confirmaria a intenção do parque público negada pela empresa.
Com relação à biorremediação, a Shell seria responsável por injetar microorganismos no lençol freático, solo e subsolo, de forma a eliminar as substâncias químicas contaminantes.
“Ela deve cumprir esse cronograma no prazo determinado na publicação do DOE, mas ainda não começou e vai ser cobrada, sob pena de multa.
Em 2012, a Cetesb deve fazer análises da área para comprovar a eficiência da remediação”, disse o gerente da Cetesb.
A Shell informou que o processo de recuperação ambiental prossegue conforme acordado com as autoridades.
Negociação surpreende e preocupa os envolvidos
Associação de Moradores e Prefeitura buscam explicações para a recompra
A reaquisição, por parte da Shell, da área contaminada por ela própria causou surpresa e preocupação entre os envolvidos no caso.
O coordenador-geral da Associação dos Trabalhadores Expostos à Substâncias Químicas, Antonio de Marco Rasteiro, disse apenas que duas possibilidades podem explicar a negociação: a pressão exercida sobre a Basf pela contaminação ou uma jogada jurídica para excluir a empresa de qualquer responsabilidade sobre as vítimas.
“A Basf deve ter sentido a pressão sobre sua imagem com o alto grau de contaminação do local e pressionou a Shell para reaquisição da área.
Outra questão a ser pensada é sobre a forma de demissão dos funcionários que atuavam na fábrica da Basf.
O caso se arrasta até hoje na Justiça do Trabalho sem qualquer definição”, disse Rasteiro.
A associação foi formada por ex-funcionários da Shell/Basf em parceria com o Sindicato dos Químicos Unificados de Campinas e Região.
Para o secretário de Defesa e Desenvolvimento do Meio Ambiente de Paulínia, Vicente de Paulo Bonaldi de Souza, na ação judicial que o município move contra a Shell, a Basf é responsável solidária no caso.
“Quem está no pólo da ação não pode sair. Vamos averiguar tudo isso.
Além disso, reassumir a área implica para a Shell a responsabilidade sobre a contaminação”, disse.
O gerente da Cetesb de Paulínia, Lúcio Flávio Furtado Lima, disse que o uso futuro da área terá de passar por aprovações* da companhia.*
“Essa questão será decidida somente quando a área for considerada livre de contaminação”, afirmou.
O promotor de Meio Ambiente de Paulínia, Jorge Alberto Mamede Masseran, foi procurado para comentar o caso, porém até o fechamento desta edição não retornou as solicitações.
Ex-moradores sobrevivem há cinco anos em hotel
Famílias de Antonia Pelegrini e Ciomara Rodrigues aguardam solução para o caso
As famílias da esteticista Antonia Pelegrini, de 47 anos, e da artesã Ciomara de Jesus Rodrigues, de 62, vivem há cinco anos e cinco meses nos quartos de um hotel no Centro de Paulínia.
Elas foram transferidas após as denúncias de contaminação no Recanto dos Pássaros, onde moravam, vizinho da antiga fábrica da Shell.
A última família a sair do hotel, em 2005, foi a do aposentado Antônio de Pádua do Canto Mello, de 77 anos.
Ele negociou a venda da chácara onde morava no bairro por cerca de R$ 500 mil com a Shell e, dessa forma, encerrou as relações com a empresa. “O que me fez sair foi a chantagem da Shell. Comecei a sentir uma pressão incomum e aceitei o negócio”, disse.
Com o dinheiro, ele comprou uma casa no distrito de Barão Geraldo, em Campinas, e hoje luta contra um câncer de próstata e por uma indenização contra a Shell na Justiça.
Antonia ainda não negociou a venda da sua chácara com a Shell. “Às vezes, tenho vontade de sair (do hotel), mas o medo é grande”, disse.
Ela contou que sobrevive sem perspectivas de futuro e incrédula com a Justiça. “Vi minhas filhas crianças se tornarem jovens dentro de um hotel, sem qualquer possibilidade de liberdade, sem poder cozinhar ou reunir a família ao redor de uma mesa.”
Ciomara contou que, a partir do momento que veio morar no hotel, perdeu a liberdade e a privacidade. “Não posso mais trabalhar e cuidar dos meus animais. Tenho de respeitar regras e horários, lidar com pessoas desconhecidas, que eu não escolhi, sorrir quando não tenho vontade, além de me sentir discriminada”, disse.
Ela contou ainda que,em função de uma ação que moveu contra a Shell, teve algumas *mesadas cortadas.
“Isso é represália e estou recorrendo à Justiça para ter meus direitos garantidos.Só quero o que me tiraram de volta.”
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
*OBS./CORREÇÃO MINHA:- Não foram "mesadas" que foram cortadas e sim PARARAM DE ME PAGAR O RESSARCIMENTO DA MINHA PRODUÇÃO DO LOCAL.
EM 2001 ME MANDARAM PARAR DE CONSUMIR E COMERCIALIZAR/PRODUZIR PRODUTOS RETIRADOS DO LOCAL DEVIDO A (AINDA SUSPEITA) CONTAMINAÇÃO.
EU FAZIA E VENDIA MINI-QUEIJO com goiabada e etc., E VENDIA LEITE, ALÉM DE DESFRUTAR DO POMAR E HORTA, FAZER LICORES E GELÉIAS PARA USO PRÓPRIO, FAMÍLIA E AMIGAS.
...E PASSARAM ME RESSARCIR O PREJUÍZO.
teve também, depois, o pagamento, feito até a mesma data, para uma pessoa cuidar das minhas vacas,
...E ASSIM O FIZERAM ATÉ O MÊS DE JUnHO DE 2008.
QUANDO, ENTÃO, COMEÇARAM OS "ANDAMENTOS" (eu diria andalentos) DA AÇÃO QUE MOVO CONTRA ELA POR DIVERSOS DANOS, PRINCIPALMENTE , A SAÚDE
E ELA SIMPLESMETE, CORTOU ESSES RESSARCIMENTOS.
LIGUEI PARA O RESPONSÁVEL QUE É O INTERMEDIÁRIO ENTRE ELA, SHELL, E EU E ELE SIMPLISMENTE ME DISSE: - VOCÊ MOVEU UMA AÇÃO CONTRA A EMPRESA E A EMPRESA ACHOU...EU O INTERROMPI COM UM:- AH, É???
E ELE PROSSEGUIU:- SEUS ADVS. NÃO TE AVISARAM, QUE VC.
TINHA PERDIDO NA AÇÃO?
TROCAMOS MAIS ALGUMAS PALAVRAS
E LIGUEI PARA MEU ADV., ELE DISSE DESCONHECER O FATO, POIS NA AÇÃO ELES SÓ "AGRAVARAM" A SAÚDE, OU SEJA, NEGARAM DANOS A SAÚDE, COMO VEM NEGANDO SEMPRE.
Bom agora explico:
- meu pai comprou a propriedade em 1955, eu vivia no local há mais de trinta anos, tirava meu sustento do local; ao vir para o hotel fui obrigada parar com tudo, pois nem o artesanato que eu continuava fazendo, para complementar o ressarcimento, de 2001 a 2003, data da remoção para o hotel, eu não pude continuar fazendo... ...não dá para fazer artesanato em hotel, pelo barulho, sujeita, falta de instalações e etc.,...... porém mesmo assim eu continuei fazendo algumas coisinhas, que, inclusive, coloquei as fotos nesse blog.
mas bão...:- Minha vida não é só casa, comida e roupa lavada!!!! coisa que tenho no hotel!!!tenho que me vestir, calçar, pagar licenciamento e manutenção da minha moto, tenho minha mãe de 88 anos que inspira cuidados e remédios,
ENFIM, ALÉM DE, NA MINHA CASA, EU TER COMIDA E ROUPA LAVADA, AS CUSTAS DO MEU TRABALHO E COM A AJUDA DE MEUS FILHOS, eu tinha outros gastos que nós províamos e muito bem!!!! agora vem essa energumena, contamina tudo, me tira a casa, me tira toda e qualquer condição de trabalho, digo isso, porque nos meus 62 (sessenta e dois )anos de vida sempre trabalhei por conta, nunca de empregado de ninguém e será que, até a isso, essa corja quer que eu me submeta??
... mas mesmo que quisesse, quem daria emprego para uma mulher de 62 anos que nunca trabalhou para ninguém e para fazer o que???

terça-feira, 23 de setembro de 2008

 

AINDA DÓI...

..coloquei essas fotos, pois, apesar da tristeza, ainda me emociono com o belo e gosto de mostrar para que outros também se emocionem..
CREIO QUE...
...o desanimo, a falta de vontade de viver, a angustia e, por vezes, o desespero que toma conta de mim e faz com que eu tenha vontade de sumir do mundo, senão do Universo, é conseqüência direta de todo esse "sem chão", que a Shell, Prefeitura de Paulínia e autoridades "competentes" me presentearam...
...sem falar, é claro, de toda corja restante e abundante, que ajudam a proteger e dar cobertura para esse "Trio Maravilha".
...ultimamente e cada vez menos tenho escrito para vocês porque não ando legal.
Tiraram tudo de mim, tudo que eu amava e amo ainda, tiraram até a compreencão e convivência com meus filhos. ...cada uma no seu quarto... sem aquele esbarra, esbarra, cruza, cruza,
que se tem dentro de uma casa... ...sem mais poder ir ver se meus filhos estão dormindo bem
e cobri-los direito se for preciso......sem poder saber se já chegaram e bem ou se ainda não saíram. Cada dia que passa isso fica pior.
Cada dia que passa isso me arrasa mais.
...e numa (tentativa) de inversão dos fatos a Dona Shell, diz que quero tirar proveito da situação não aceitando vender a chácara (que nunca esteve a venda) . ...mas vender como e por que???
...ou melhor: -pra sair de onde estou para, praticamente, ir para debaixo de uma ponte?
...pois é debaixo de ponte que mora quem recebe esmolas????!!!!!
... e eu não preciso de esmolas, tinha (tenho) minha casa, meu chão, meus animais, minhas profissões, digo profissões, pois eu trabalhava em mais de duas coisas.
DAÍ... ...vem os PODERES E PODEROSOS TIRAM TUDO DE MIM
E EU QUE SOU A SAFADA????
SEMPRE DIGO:- EU NÃO CAÍ DE PARAQUEDAS NO BAIRRO
para pleitear indenizações e muito menos para me "benificiar"* de uma remoção anunciada...
Eu já estava lá quando a Cetesb permitiu que a Shell se instalasse no meu portão e, com a conivência camuflada por pequenas multas, destruísse tudo de lá.
...inclusive minha vida e da minha família...
E O PIOR QUE, PARECE, TUDO CAMINHA PARA UM FINAL FELIZ PARA A SHELL!!!
FINAL DE IMPUNIDADE, DE POUCA VERGONHA.
VOCÊS SABIAM QUE A SHELL COMPROU DE VOLTA TODO O TERRENO QUE ELA TINHA VENDIDO PARA BASF???
PARECE QUE COMPROU POR 37% DO VALOR QUE VENDEU.
... E MAIS, NO "MANDADO DE CITAÇÃO DE OBRIGAÇÃO DE FAZER" QUE A SHELL MOVE COMPRA MIM, PARA ME OBRIGAR VENDER A MINHA CHÁCARA PARA ELA PELO VALOR QUE ELA ESTIPULOU, A SHELL DIZ QUE A PREFEITURA VAI FAZER UM
"PARQUE MUNICIPAL PÚBLICO" NO LOCAL,
LOCAL QUE A PREFEITURA, INTERDITOU, E DIZ QUE SHELL CONTAMINOU E QUE ELA, SHELL, DIZ QUE NÃO O SUFICIENTE PARA FAZER MAL A SAÚDE .
HA,HA,HA,HA,HA,HA,HA,HAAAAAAAA
...e depois eles acham ruim quando falo que são uma corja só!!!!
...e pau em quem????
* é ilusão achar que morar em hotel é ser beneficiado, pelo menos para mim, que vivia no que é meu e com espaço e fartura como eu tinha escolhido.


segunda-feira, 22 de setembro de 2008

 

EU VOU VOLTAR!!!!!!

"MINHA ARANHA"
...essa é a tampa de um dos Poços de Monitoramento (PM) da Shell na beira do rio, dentro da minha chácara. Tem 4 desses dentro da minha chácara. Em um desses PMs, dentro da minha chácara, e, a menos de 40 metros do poço de onde eu usava a água para tudo, foi detectado, entre outras, coisas o DIELDRIN. (quem quiser saber o que é dieldrin clica "dieldrin" no google, que lá explica direitinho)
...essa jaboticabeira é "minha", na "minha chácara";
as instalações ao fundo ao são da ETA DA SHELL
(Estação de Tratamento de Água da Shell),
cuja função é captar a água do lençol freático, tratar e depois devolver para o rio ou não sei para onde.
...ela está funcionando desde 2005, creio, e agora pergunto:
- COMO É QUE PODE:
- UMA FAMÍLIA TODA (a minha), BEBER E USAR UMA ÁGUA PARA TODOS OS FINS E POR MAIS DE 20 ANOS, OUVIR DA SHELL E DE AUTORIDADES "COMPETENTES" QUE NÃO CORREMOS RISCO NENHUM, POIS SÓ CONTAMINARAM O SOLO E A ÁGUA E NÃO PESSOAS????????!!!!!!!
ÁGUA ESSA QUE HOJE ESTÁ SENDO TRATADA, DESCONTAMINADA E VAI TER QUE CONTINUAR SENDO "DESENVENENADA" POR MAIS UNS BONS ANOS!!!!
É POSSÍVEL TOMAR VENENO E NÃO ACONTECER NADA???
FOI EM PEQUENAS DOSES, MAS FOI VENENO E FOI INGERIDO, ABSORVIDO PELA PELE E RESPIRADO.
... E ESTÁ TODO MUNDO DEFENDENDO A SHELL!!!!!!
POR QUE $ERÁ, HEIN??
$ERÁ QUE EU $EI????
AGORA DIGO: - SE TUDO QUE A SHELL FEZ E FABRICOU ALI, NÃO FEZ MAL,
SE NÃO FAZ MAL EU VOU VOLTAR PARA LÁ. E VOLTO, MESMO !!!

quarta-feira, 17 de setembro de 2008

 

FRASES...

ESSA É A "NANINHA" COM 3 ANINHOS.
x
O SOFRIMENTO FAZ O HOMEM PENSAR, PENSAR FAZ O HOMEM SÁBIO,

...A SABEDORIA FAZ A VIDA TOLERÁVEL...
x
“Só erra quem produz.
Mas, só produz quem não tem medo de errar."
x
NEM TODA CIÊNCIA DO HOMEM SERIA SUFICIENTE PARA MEDIR A EXTENSÃO
DA SUA IGNORÂNCIA.
x
NÃO SEI DE QUEM SÃO ESSAS FRASES, MAS GOSTO DELAS.

segunda-feira, 15 de setembro de 2008

 

MEU NETINHO!!!

SEMPRE NÓS DIZEMOS UM PARA O OUTRO:-
VOCÊ É:- MEU AMOR , MINHA VIDA , MINHA CASCA DE FERIDA,
MINHA PRIVADA ENTUPIDA!!!!

sexta-feira, 12 de setembro de 2008

 

...

XXX

NÃO PERMITA QUE A PRESSA DE COLHER ESTRAGUE O PRAZER DE PLANTAR!

XXX


quarta-feira, 10 de setembro de 2008

 

ASSISTAM ESSE VÍDEO POR FAVOR.

XXX
CLIQUE NO LINK ABAIXO E ASSISTAM O VÍDEO, É MUITO IMPORTANTE!!


http://virgulaimagem.redezero.org/video-educacional-sobre-consumo-responsavel-e-meio-ambiente/
XXX

segunda-feira, 8 de setembro de 2008

 

BERTOLD BRECHT

BERTOLD BRECHT

Uma frase.
A mais bela de todas as certezas é quando fracos e desencorajados levantam suas cabeças
e deixam de crer na força de seus opressores.
Bertold Brecht.

terça-feira, 2 de setembro de 2008

 

COMENTÁRIO. SINDICATO DOS QUÍMICOS

eu "a rigor" para poder entrar na minha chácara no bairro contaminado pela SHELL/CYANAMID/BASF
E INTERDITADO PELA PREFEITURA.

---------- Forwarded message ----------

From: Sindicato Químicos Unificados <http://br.mc565.mail.yahoo.com/mc/compose?to=quimicosunificados@quimicosunificados.com.br>

Date: 01/09/2008 13:12Subject: comentário recebido no siteTo: Sindicato Químicos Unificados <http://br.mc565.mail.yahoo.com/mc/compose?to=quimicosunificados@quimicosunificados.com.br>
Comentário recebido sobre a matéria:

Luta contra contaminação Shell/Basf leva a programa de saúde inédito no país , publicada no site:

Comentários
roberto franco
Importante a luta travada pelo Sindicato Quimicos Unificados, tem nos ajudado aqui na regiao, porque a BASF inventou uma OSCIP(?) FUNDAÇÃO ESPAÇO ECO, com sede em Sao Bernardo, para dar educação ambiental e receber imposto de renda( o proprio) e o das maiores papeleiras do pais que estao destruindo toda a diversidade ambiental por onde passam, inclusive despejando a força e matando trabalhadores rurais.

Esta ong da BASF, acreditem, esta fazendo o PEA(plano de Educação Ambiental) da VOTORANTIN aqui em Três Lagoas.

Imaginem um dos maiores monstros na contaminação de trabalhadores e destruição ambiental, fazendo o papel de mocinho, dando educação ambiental , para os miseráveis que eles mesmos contaminam como é o caso da VCP E International Paper.

Um absurdo que somente a justiça nao enxerga, eles corrompem ambientalistas, secretarias municipais, gremios universitarios, dando dinheiro e empregos para a sociedade civil se cale.

Nos fazemos parte de um grupo junto com CPT, MST , e outros orgão para tentar enfrentar esta hipocrisia da BASF, ser aqui uma educadora ambiental, enquanto destroem o rio Paraná e plantam cerca de 500 mil hectares de eucalipto produzirem papel higienico para a europa.

Um abraço a voces e parabens pela luta, pois ela tambem nos motiva a continuar, mesmo em situação desigual a luta contra estas monstruosidades.

Roberto Franco

Econg Regional
Enviado em 01/09/2008 às 11h19m

This page is powered by Blogger. Isn't yours?