terça-feira, 8 de maio de 2018

 

htpp:/www.chegadeagrotoxicos.org.br




htpp:/www.chegadeagrotoxicos.org.br  

 

www.chegadeagrotoxicos.org.br

www.chegadeagrotoxicos.org.br

quinta-feira, 3 de maio de 2018

 

Fw: Salvar as Abelhas -- Vencemos!!



ciomara


----- Mensagem encaminhada -----
De: Alice Jay - Avaaz <avaaz@avaaz.org>
Para: ciomararodrigues@yahoo.com.br <ciomararodrigues@yahoo.com.br>
Enviado: quinta-feira, 3 de maio de 2018 13:05:21 BRT
Assunto: Salvar as Abelhas -- Vencemos!!

Querida incrível comunidade da Avaaz,

Acabamos de conseguir uma proibição total dos pesticidas que matam as abelhas em todos os 28 países da União Europeia!!!

Essa luta levou 7 anos e estou extremamente orgulhosa do nosso movimento! Fomos mencionados em centenas de artigos nos últimos dias e a imprensa nos citou como "catalisadores" dessa vitória.

E o resultado é IMPRESSIONANTE, pois não significa apenas uma pequena vitória para salvar as abelhas - este resultado proíbe o uso dos inseticidas mais usados mundialmente, pressionando a indústria a desenvolver um modelo completamente novo de agricultura não tóxica!



Nós enfrentamos as maiores indústrias químicas do mundo e usamos todos os truques possíveis – desde uma sólida petição com 5 milhões de assinaturas, passando por financiamento coletivo a cientistas, até correr atrás de ministros em aeroportos.

Aqui está a história maluca de como fizemos isso – dê uma olhada e vamos levar esta vitória ao mundo todo...

Criamos a maior petição de todos os tempos para as abelhas

-- com incríveis 5 milhões de assinaturas e a entregamos com a mascote de 5 metros da Avaaz, a Bernice, que viajou o mundo para comparecer nos principais momentos de tomada de decisão, sempre chamando a atenção da imprensa!



Inundamos ministros com mensagens de seus eleitores

...durante sete anos! E, nas últimas semanas, a pressão foi tão forte que na Alemanha e na Suécia, os ministros nos responderam publicamente nas redes sociais. E, em Chipre, o Ministro respondeu diretamente ao Nicolas, membro da Avaaz.

Dominamos a consulta pública oficial da UE

A tímida consulta estava recebendo uma resposta mínima, mas os membros da Avaaz entraram em cena e a contagem foi de 9.000 para 66.000 submissões em apenas quatro dias! O tráfego foi tanto que derrubamos o sistema um dia, e um oficial da Comissão Europeia escreveu: "Agradecemos muito a vocês por seus esforços e dedicação ao assunto!"



Financiamos estudos e entregamos aos tomadores de decisão

Para contrapor os diversos estudos financiados pelas indústria química, aproximadamente 150.000 mil membros da comunidade Avaaz no mundo todo doaram mais de 2,5 milhões de Euros (!!!) para campanhas e pesquisas sobre as abelhas! Juntos, nós apoiamos estudos independentes conduzidos por especialistas de primeira linha, e nos certificamos que fossem vistos por pessoas chaves antes da votação. Por fim, a agência científica da UE, a EFSA, se posicionou a favor da proibição desses químicos.

Dave Goulson, Professor de Biologia, Universidade de Sussex: "A votação de sexta-feira foi uma vitória fantástica para a ciência e para o meio ambiente; os membros da Avaaz deveriam estar orgulhosos do papel que desempenharam para garantir esse resultado."

Levamos a voz dos agricultores a favor da proibição aos políticos

Um dos principais argumentos usados para adiar uma votação era que os agricultores não tinham alternativas a estes produtos químicos e eram contra a proibição. Então, o time da Avaaz reuniu agricultores orgânicos e convencionais a favor do banimento em uma carta aberta que desmascarou essa ideia, e a publicou por toda a UE -- desde La Libre Belgique na Bélgica a Dagens Nyheter na Suécia. Até mesmo o maior sindicato de agricultura da Itália se uniu a nós!

Alison Waugh, trabalhadora rural na Escócia, disse: "Minha carreira depende da sobrevivência da indústria e, em última instância, depende da sobrevivência das abelhas e dos insetos. O que vocês fizeram é espetacular!"



Trabalhamos lado a lado da Comissão Europeia

Manter os oficiais ambiciosos, era crucial para conseguirmos vencer o banimento. Assim, quando surgiram rumores que a indústria açucareira estava fazendo lobby para enfraquecer o banimento, lembramos o Presidente da Comissão Europeia Juncker de sua promessa de ser o "homem das abelhas", entregamos a campanha diretamente ao seu gabinete, e enchemos de anúncios um site baseado em Bruxelas. Após a votação, o próprio Comissário de Saúde tuitou celebrando com os membros da Avaaz!!

Membros da Avaaz foram de país em país pressionar pela proibição

França

A campanha começou em 2011, quando um milhão de membros da Avaaz encorajou a França a assumir a liderança deste assunto e banir os neonicotinóides no país. E, governo após governo, continuamos clamando pela liderança da França no assunto. Até que a Avaaz encontrou no Ministro do Meio Ambiente francês, Nicolas Hulot, um importante parceiro o qual lutou firmemente para que a UE banisse de vez os neonicotinóides.



Após a votação de sexta-feira, Hulot disse: "São boas notícias para as abelhas, mas também são boas notícias para a humanidade. O paradigma está mudando e eu quero homenagear a forte mobilização popular que levou isso adiante!"

Alemanha

Vencer na Alemanha era a nossa próxima batalha! Ao longo dos anos, os membros da Avaaz, de maneira incansável, entregaram nosso clamor pela proibição a três ministros da agricultura sucessivos. Em um certo ponto, o ministro precisou configurar um novo email devido o alto volume de mensagens enviadas por nossos membros! Como pressão final, conduzimos uma pesquisa de opinião que mostrou aos ministros da Agricultura e do Meio Ambiente que os eleitores de seus partidos apoiavam a proibição, e funcionou! E, finalmente, a Alemanha optou pelo banimento!

Reino Unido

Durante anos, o Reino Unido representou um bloqueio. Inclusive, o ex-Secretário do Meio Ambiente chegou a classificar as mensagens dos membros da Avaaz como um "ataque cibernético". Mas ano passado, após a Avaaz e seus parceiros fazerem uma forte pressão nacional, o país se tornou um líder para salvar as abelhas. Há rumores que nenhum outro tópico gerou tanto volume de correspondência entre membros do parlamento e seus eleitores!

Depois que as três maiores nações europeias estavam a bordo, países menores como Irlanda, Luxemburgo, Áustria e Eslovênia se uniram. Mas ainda não era suficiente para garantir a vitória...

Para ganhar a maioria qualificada, precisávamos que Espanha e Itália se unissem a nós

Então, nas últimas semanas, focamos toda nossa energia para ganhar em ambos os países:
  • Conduzimos pesquisas de opinião que mostravam que 87% dos espanhóis e 78% dos italianos queriam a proibição;
  • Publicamos anúncios nos principais jornais El Mundo e Il Sole;
  • Enviamos uma enxurrada de mensagens no Facebook e Twitter direcionadas aos ministros, e os entregamos as opiniões de agricultores e cientistas; e
  • Falamos com políticos e oficiais dia após dia, até a manhã da votação. Inclusive, foi um membro do time da Avaaz que avisou um funcionário do Gabinete em Madri que a Espanha tinha votado sim – estávamos tão envolvidos no assunto que anunciamos as notícias sobre o voto do seu próprio governo!
O membro do parlamento espanhol, Juan López de Uralde, (Unidos Podemos/EQUO) disse: "Nada disso teria sido possível sem a mobilização de milhões de pessoas que exerceram pressão nos governos para que isso fosse feito."

Mas não paramos por aqui, também fomos com tudo para os Países Baixos, Grécia, Polônia e outros países menores...

Países Baixos

Algumas semanas antes da votação, nos Países Baixos, três membros da Avaaz iniciaram sua própria campanha nacional para salvar as abelhas que rapidamente viralizou e apoiada por 10 dos cientistas mais importantes do país, dois ex primeiros-ministros e até mesmo uma princesa!Depois, conduzimos uma pesquisa de opinião mostrando que quase 80% dos eleitores holandeses apoiavam o banimento -- e entregamos a campanha diretamente para o ministro da Agricultura do país. O ministro pegou a petição para "emoldurar e pendurá-la no corredor"! Assim, dois dias antes da votação, os Países Baixos se posicionaram a favor do banimento!



Grécia

Na Grécia, enviamos nossa enorme petição ao Ministro da Agricultura, junto com pote de mel orgânico feito em sua cidade natal, e milhares de membros enviaram emails e tweets. Então, um dia antes da votação, garantimos uma notícia de primeira página no jornal pró governo mais lido do país e entramos em contato com o Vice-Ministro para conseguir falar com o próprio ministro por telefone. Finalmente, conseguimos falar com ele horas antes da votação, enquanto saía do avião! Quando ele soube que o banimento poderia depender do posicionamento da Grécia ele imediatamente se comprometeu a apoiá-lo!

"As preocupações públicas sobre o impacto nas populações de abelhas na Grécia e na Europa têm sido muito fortes e duradouras para que a gente ignorasse."
-- Vangelis Apostolou, Ministro Grego de Agricultura e Alimentos

"Uma petição do movimento global da Avaaz, assinada por quase 5 milhões de pessoas a favor do banimento dos pesticidas que matam abelhas, foi o catalizador do resultado da decisão."
-- Efsyn – jornal grego

Apenas alguns minutos antes da votação, mesmo com 13 países do nosso lado, ainda não sabíamos se a vitória estava garantida. Mas quando soubemos que quase todos os países nos quais trabalhamos tinham votado a favor, os membros da Avaaz saíram em massa nas ruas de Bruxelas para celebrar!



Foi um esforço enorme e longo para conseguir essa vitória. Parceiros como PAN, Greenpeace, Amigos da Terra e SumOfUs fizeram fortes campanhas junto com a nossa comunidade e trabalhamos de mãos dadas com cientistas, apicultores, líderes e políticos espetaculares.

Hoje, celebramos juntos. Este banimento pode representar a primeira mudança substancial na agricultura intensiva baseada em pesticidas em direção a um novo e emocionante modelo de agroecologia, no qual a produção de alimentos se dá em harmonia com a natureza e não contra ela.

Mas não podemos nos empolgar com nossas vitórias e esquecermos da luta. Temos que levar esta vitória aos EUA e ao Canadá, que analisarão proibições similares ainda este ano. E temos de seguir vigilantes na Europa -- a Bayer e a Syngenta apresentaram uma contestação judicial perigosíssima no Tribunal de Justiça da União Europeia. Temos que continuar lutando no mundo todo se quisermos proteger nossa terra da desertificação e nossa preciosa biodiversidade do colapso.

Mas nosso movimento foi construído para este tipo de luta... e esta campanha maravilhosa mostra que se um número suficiente de pessoas como nós levanta a voz de forma inteligente, PODEMOS SIM fazer com que nossos governos protejam o bem público. Então, obrigada, obrigada, obrigada e fique de olho para a próxima batalha nessa luta!

Com amor e alegria,

Alice, Antonia, Emma, Ricken, Lisa, Iain, Nell, Pascal, Nick, Camille, Francesco, Daniel, Rene, Luis, Oscar, Spyro, Julie, Marie, Olivia, Joseph, Nick, Mia e todo o time da Avaaz

A história das abelhas e o papel da Avaaz foram mencionados em centenas de artigos. Segue abaixo algumas matérias:

Após matar milhares de abelhas, uso de inseticidas é banido pela União Europeia (Anda)
https://www.anda.jor.br/2018/04/apos-matar-milhares-de-abelhas-uso-de-inseticidas-e-banido-pela-uniao-europeia/

Para proteger abelhas, UE proíbe inseticidas mais comuns na agricultura (Folha)
https://www1.folha.uol.com.br/mercado/2018/04/para-proteger-abelhas-ue-proibe-inseticidas-mais-comuns-na-agricultura.shtml

UE proíbe três pesticidas neonicotinoides perigosos para as abelhas (UOL)
https://economia.uol.com.br/noticias/afp/2018/04/27/ue-proibe-tres-pesticidas-neonicotinoides-perigosos-para-as-abelhas.htm

UE bane uso de pesticidas nocivos às abelhas (DW)
http://www.dw.com/pt-br/ue-bane-uso-de-pesticidas-nocivos-%C3%A0s-abelhas/a-43563549





A Avaaz é uma rede de campanhas global de 46 milhões de pessoas que se mobiliza para garantir que os valores e visões da sociedade civil global influenciem questões políticas nacionais e internacionais. ("Avaaz" significa "voz" e "canção" em várias línguas). Membros da Avaaz vivem em todos os países do planeta e a nossa equipe está espalhada em 18 países de 6 continentes, operando em 17 línguas. Saiba mais sobre as nossas campanhas aqui, nos siga no Facebook ou Twitter.

Você se tornou membro do movimento Avaaz e começou a receber estes emails quando assinou a campanha "Lula: sua chance de proteger a Amazônia" no dia 2009-06-25 usando o seguinte endereço de email: ciomararodrigues@yahoo.com.br.
Para garantir que as mensagens da Avaaz cheguem à sua caixa de entrada, por favor adicione avaaz@avaaz.org à sua lista de contatos. Para mudar o seu endereço de email, opções de idioma ou outras informações pessoais, entre em contato conosco, ou clique aqui para se descadastrar.


Para entrar em contato com a Avaaz, não responda este email, escreva para nós no link www.avaaz.org/po/contact.

This page is powered by Blogger. Isn't yours?